Como-Criar-Um-Negócio-Online

Negocios com pouco dinheiro

Ter ideias de negócios com pouco dinheiro não é a parte mais complicada de empreender. O mais difícil é viabilizar esses projetos e, mesmo com a escassez de recursos, continuar e sobreviver aos desafios que os empresários enfrentam no Brasil.

Nesse cenário, o planejamento é a palavra-chave. Um passo em falso, e você pode colocar tudo a perder, ainda mais se não dispõe de um colchão financeiro grande o bastante para suportar o peso das contas.

Por isso, criar negócios com pouco dinheiro depende de criatividade. Você precisa elaborar um plano que demande pouco investimento (de sua parte, pelo menos), que possa se pagar o quanto antes e que tenha um custo fixo baixo.

Ficou interessado em concentrar esforços em ideias que se encaixam no seu orçamento? Então siga a leitura.

Como criar negócios com pouco dinheiro

Recursos escassos não são sinônimos de fracasso, mas demandam um esforço maior do dono do negócio. Veja a seguir algumas medidas que você deve tomar para minimizar a chance de erro:

Investimento

É importante conhecer a sua realidade financeira. Muitas vezes, “pouco dinheiro” quer dizer “realmente pouco”, e aí, na verdade, você precisa se preocupar antes com suas finanças pessoais e apenas depois em empreender.

Nessa hora, é bom lembrar o conselho de muitos orientadores financeiros, que indicam, como medida de segurança, a manutenção de uma reserva de um valor equivalente a seis meses do seu custo de vida. Se você não tiver essa quantia bem guardada, tome cuidado.

Agora, responda: quanto você quer, de fato investir? Talvez você não disponha de um valor elevado, mas esteja disposto a buscar financiamento, investidor-anjo ou apoio de outros investidores.

Plano de negócios

Nessa equação, entram as questões de demanda, qualidade, público-alvo e distribuição ou divulgação. Vamos supor que você planeja montar um site de conteúdo ou uma loja virtual, por exemplo.

É ideal medir os gastos com hospedagem, domínio e interface, em conjunto com o que se planeja vender. E depois, considerar o faturamento e simular margens de lucro. Será que sua ideia é viável? E será que o dinheiro do qual você dispõe vai cobrir o lançamento e a manutenção da operação?

Depois, faça a si mesmo uma pergunta: qual será o seu diferencial? Ou seja, considerando que suas projeções estejam certas e que você pode tocar esse negócio, qual vai ser a sua vantagem competitiva em relação à concorrência?

O diferencial

O que você sabe ou pode oferecer? Como isso é diferente ou melhor do que os outros concorrentes colocam no mercado?

Dedique algum tempo para essa tarefa de estudar o contexto do mercado e os produtos que são mais populares, seus valores e principais qualidades.

Projeção financeira

Bom, agora você já concluiu que a ideia é viável financeiramente e que você tem um diferencial competitivo. Ótimo.

Mas, antes de prosseguir, é preciso se debruçar sobre os números. É necessário analisá-los com uma lupa, da maneira mais realista possível.

Para isso, olhe para o mercado. No exemplo da loja virtual, você deve descobrir quanto custa, de fato, os seguintes itens:

  • O servidor (implementação e manutenção)
  • Criação do layout e marca
  • Desenvolvimento do website
  • Estoque (caso seja necessário)
  • Armazenagem
  • Atendimento
  • Marketing
  • Despesas administrativas.

Esses são apenas alguns dos valores para os quais você deve ficar atento. Lembre-se: dominar os custos é o primeiro passo para materializar sua ideia de negócio com pouco dinheiro.

Dificuldades ao criar negócios com pouco dinheiro

É claro que criar um negócio com pouco dinheiro pode ser problemático. Todo investimento tem seus riscos. E avaliar esses riscos é primordial para qualquer empresário.

Assim, para quem não é experiente em conduzir negócios, a medida mais cautelosa é investir em conhecimento. O Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) possui diversos cursos de gestão que vão ajudar muito na estruturação do seu pequeno negócio.

Ao dar seus primeiros passos nesse universo, vai entender que os desafios são inúmeros e é essencial estar preparado com as devidas ferramentas de gestão.

Depois de aplicar inicialmente em conhecimento, você pode começar a organizar sua ideia de negócio. Nessa hora, uma medida prudente é começar pequeno, mesmo que você sonhe grande.

Qual é o negócio que terá menor custo de implementação e manutenção? Qual é o negócio que vai gerar faturamento mais rápido? Essas duas perguntas são essenciais para reduzir ao máximo a margem de dúvida e erro.

Para atender à primeira pergunta, você deve lembrar de negócios que não dependam de muito dinheiro em infraestrutura e em contratação de pessoal. Entram, aí, uma empresa que use o home office ou que você consiga dar conta de tudo (ou quase tudo) no início.

Para atender à segunda pergunta, um exercício de imaginação será necessário. E para exercitá-la a serviço do empreendedorismo, o melhor caminho é investigar o mercado e entender a realidade de outras empresas do seu nicho.

Precisa de um SOFTWARE GERENCIAL para gerenciar sua empresa?

Acesse o link abaixo e conheça o Easy Gestão

http://blog.studiosoftware.com.br/2016/11/14/easy-gestao-sistema-gerencial-empresarial/